segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Pensado em entender, tentando explicar


Estava pensando em como te dizer, que eu não sei viver só de mim, porque eu sou meio pouco pra tudo ai fora, todas essas coisas que se evaporam com o tempo, e de todos os momentos que passamos juntos pouco ainda resta dessa história do passado, talvez por ser tão apaixonado eu me arraste pelos dias a fio, pra tentar entender as cores que só vejo em você, e me transmitem tudo o que eu também queria ser, eu só não queria parecer melancólica demais, tipo hippie pedindo paz, quando na verdade a guerra se faz aqui dentro de mim. Faz muito tempo hoje que um dia eu deixei de mentir pra mim mesma só pra satisfazer minha cabeça que não sabe mais viver de luxuria e ilusão, e foi mesmo verdade todas as vezes que pensei em me matar só pra fazer notar .
Eu queria era dizer que seu sorriso é minha cura, e quando chego e te vejo quando você sorri com essa cara de desleixo, eu só consigo sorrir e meu desespero do dia inteiro com as contas atrasadas com o trabalho pelo meio, isso tudo vira nada perto do seu sorriso você é inteiro tudo isso, toda essa coisa boa que me acalma, e se não fosse meu ciúme quase flébil você seria o que eu poderia chamar de paz suprema.
Se eu pudesse me desesperar, pra te deixar coladinho em mim, te deixar ir embora só pra te ver chegar só pra ter pertinho, me sinto às vezes ao meio, com todos esses sentimentos que você me provoca, meio intenso, meio ao meio, meio que sei lá quase enlouquecido, e quase quase em devaneio, às vezes te trago pra perto de mim só pra sentir seu hálito, e seus beijos quase me apavoram de tão apaixonados, eu só sou apaixonada porque quase tudo que vem de você e só não consigo confidenciar que você faz eu me perder, e e entre tantas coisas que eu imagino e sinto a melhor delas com certeza é você.
Mais agora também não basta e o dia que se arrasta sem o som das suas risadas, pra fazer o silencio sorrir, porque é isso mesmo dentro do vazio, eu também fico cheio, de saco cheio da falta de você, é como um vicio meio sem sentido essa sua falta que eu às vezes sinto e não te procuro em mais nada, em mais nenhum sorriso, porque é quase impossível encontraro nos outros pedaços de você, me basta viver das lembranças do pouco que ainda resta de você que está em mim. Das palavras todas que te falei quantas ainda você escuta? E de todos os beijos que te dei quantos você ainda sente o gosto?E meus pingos de suor escorrem pelo seu corpo?Tem alguma idéia do que um dia foi perfeito?
Eu sei às vezes eu me perco um pouco, eu só estava tentando te dizer que eu espero que tenha restado um pouco de mim em você, só pra fazer sentido todo meu esforço, desses dias chatos que não acabam nunca são um pouco da falta que você faz  em mim de novo, mais eu vivo sempre e mais um pouco só esperando você chegar pra sorrir um pouco.

2 comentários:

Elaine Niza... disse...

Que lindo texto!mto lindo mesmo! bjinhoss

Ramoninha disse...

Oi parabéns pelo blog!!
bjuss
http://blushcia.blogspot.com/